Saiba mais sobre os queijos vegetais

Por que plant-based?

Porque acreditamos em produtos de qualidade que contribuam para melhorar a saúde humana e a do planeta.

É sabido que queijos feitos de plantas são melhor digeridos que aqueles à base de leite animal. Estima-se que 65% da população mundial tenha algum nível de intolerância à lactose, presente comumente na forma de gases, inchaço abdominal e inflamações no trato digestivo. Queijos vegetais não apenas são isentos de lactose como também são livres de colesterol, ricos em gorduras benéficas e repletos de probióticos – que ainda favorecem a digestão.

Queijos plant-based também ajudam a reduzir o impacto da espécie humana sobre o planeta: segundo o Worldwatch Institute, a criação de animais e a fabricação de produtos dela decorrente liberam 32 bilhões de toneladas de dióxido de carbono na atmosfera por ano – metade das emissões globais de gases de efeito estufa. E um estudo na Holanda detectou que a indústria animal consome um terço de toda a água doce do mundo.

Por que de castanhas?

Existem queijos vegetais feitos com batata, mandioca, soja e até tremoço, mas nada supera as castanhas em termos de textura, versatilidade e sabor. Seus queijos são os mais parecidos aos de origem animal. Qualquer semente em tese pode ser usada, mas a melhor é a castanha de caju, como a que serve de base para os queijos da Germinou.

A castanha de caju tem um alto de teor de gordura – um dos itens responsáveis pela consistência de queijo –, mas não possui o amargor das nozes, por exemplo. Seu sabor é suave, e desaparece completamente no produto final. Além disso, seu processamento é mínimo: basta acrescentar água para se obter o leite que dará origem aos queijos.

De quebra, a castanha de caju ainda apresenta benefícios nutricionais: além de ser uma excelente fonte de proteína vegetal, é livre de colesterol, contém altos níveis de zinco e magnésio e é rica em gorduras tidas como “boas”.

E tem ainda a questão ambiental: vale lembrar que as castanhas de caju ocorrem de forma espontânea na natureza, sem que seja preciso desmatar para cultivar alguma lavoura. Elas são coletadas através de extrativismo por dezenas de comunidades no interior do Brasil – ou seja, também têm um impacto social positivo, beneficiando muitas famílias.

Como se obtém a textura de queijo?

Queijos de origem animal esticam e derretem graças à presença da caseína, uma proteína do leite. No caso dos queijos à base de plantas, essa consistência é obtida a partir de uma combinação de gorduras, gomas e algas.

As gorduras devem ser do tipo que se solidifica em temperatura ambiente, para que o queijo vegetal se mantenha firme. As mais usadas são os óleos de coco e de palma.

Já as gomas e as algas, além de reforçar a estrutura do queijo, são importantes para dar textura. Dependendo do que for usado, pode surgir um queijo de corte, como o cheddar, ou um que derreta, como a muçarela da pizza. Importante lembrar que esses ingredientes são de origem natural: a goma xantana, por exemplo, se origina da fermentação de cereais. A carragena e o ágar-ágar, por sua vez, são substâncias extraídas de algas marinhas vermelhas.

E o sabor de queijo, de onde vem?

Em primeiro lugar, do ácido lático – que, apesar do nome, pode ser extraído de fontes vegetais. Nos laticínios, ele é obtido naturalmente pela ação das bactérias sobre a lactose. Nos queijos à base de plantas, essa fermentação é obtida a partir do amido de ingredientes como cana-de-açúcar, beterraba ou milho, para depois ser então adicionada ao leite vegetal no início do processo. Parte do azedinho característico dos queijos vem daí.

A outra parcela de acidez provém dos probióticos, que agem diretamente sobre o leite vegetal, reproduzindo o processo de fermentação que torna os queijos tão marcantes. Os probióticos usados nos queijos plant-based costumam ser obtidos pela ação de leveduras sobre os cereais.

Para diferenciar o sabor dos diversos tipos de queijo, são adicionados diversos temperos. Eles determinam, por exemplo, o gosto mais forte de tipos como o cheddar e o provolone.

benefícios dos queijos vegetais para a sua saúde

1. Eles não contêm lactose. Estima-se que 65% da população mundial tenha algum nível de intolerância ao açúcar do leite. Entre populações de origem africana ou asiática, o índice pode chegar a 90%. Gases, cólicas, desconforto abdominal, diarreia ou prisão de ventre: tudo isso pode ser um sinal de que seu corpo não digere bem a lactose. Queijos plant-based, também conhecidos como veganos, não levam leite em sua fabricação, portanto são livres desse açúcar.

2. São ricos em probióticos. Queijos plant-based não só livram você dos malefícios da lactose como oferecem um substituto muito melhor: milhões de microorganismos favoráveis ao bom funcionamento do intestino. Os chamados probióticos são um dos principais ingredientes dos laticínios veganos, pois atuam no processo de fermentação que contribui para o gosto de queijo. Ou seja, você não só ganha em sabor como também em saúde. Isso inclui a melhora da digestão, maior absorção de vitaminas, fortalecimento do sistema imunológico e alívio de distúrbios do trato digestivo, como úlcera, colite e síndrome do intestino irritável.

3. Reduzem o risco de doenças cardíacas. Em primeiro lugar, porque são livres de colesterol, substância encontrada unicamente nas gorduras animais. Segundo, porque podem conter altos níveis de gorduras insaturadas, as chamadas gorduras “boas”, que contribuem para a redução da pressão arterial. Estima-se que uma dieta plant-based diminua em até 50% o risco de pressão alta. Queijos vegetais à base de castanha de caju são os melhores, pois, entre as oleaginosas, essa é a mais light. Ou seja, tem o menor teor de gorduras totais – dessas, dois terços são de gorduras boas.

4. Eles contêm fibras. E, dependendo do queijo, proteínas e minerais. Queijos plant-based já superam os de origem animal no que diz respeito às fibras, que não existem nos laticínios. Se forem à base de castanhas, como os queijos do Galpão Cucina, melhor ainda. A castanha de caju, além de uma excelente fonte de proteína, também é rica em zinco e magnésio, minerais que ajudam no fortalecimento do sistema imunológico, no controle da diabetes e na melhora da saúde mental.

FALE CONOSCO

Av. Birimbau, 105 Conjunto 41 – Jardim Andaraí 

São Paulo – SP – CEP: 02175-040

TEL: (11) 2954-8962 CLIQUE AQUI

e-mail: vendas@germinou.com.br

INSCREVA-SE AQUI PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Enviado via WhatsApp